Saúde das mãos

Atendimento

(11) 2372-7634 / *(11) 96339-6152
*horário comercial, apenas marcação de consultas

Fraturas de Falanges e Metacarpos

As fraturas das falanges (fraturas dos dedos) são consideradas as mais frequentes no ser humano. Isso ocorre, devido os ossos dessa região ser menores e mais frágeis, além de estar expostos com maior frequência aos traumatismos cotidianos (domésticos, profissionais ou esportivos).

A gravidade das fraturas das falanges depende, sobretudo, do número de fragmentos envolvidos, como também do desvio entre esses fragmentos, do comprometimento articular e outros fatores. Esses fatores também definem qual será o tratamento a ser instituído, que pode ser conservador ou cirúrgico. No caso de cirurgia, definirá qual será o método mais adequado de redução e de fixação.

A maioria das fraturas de falanges é tratada com método conservador e consiste na imobilização, em média, por quatro semanas e seguida de terapia apropriada. Nas fraturas com maior desvio, múltiplos fragmentos e fragmentos articulares, nas quais a redução fechada (sem cirurgia) não foi possível ou a imobilização não é capaz de manter a posição dos fragmentos (fraturas instáveis), o tratamento cirúrgico é indicado e pode ser caracterizado pela redução incruenta e fixação percutânea com pinos metálicos (sem cortes) ou redução aberta e osteossíntese interna com micro placas e parafusos de titânio. O desenvolvimento recente de implantes de maior tecnologia com menos espessura e desenhos mais anatômicos, vem aumentando as indicações do uso dessa técnica. Ela permite a mobilização imediata do dedo,com baixo risco de complicações relacionadas aos implantes e, consequentemente, poucas chances da necessidade de remoção futura dos implantes.

O São Paulo Hand Center é uma das referências internacionais no uso da técnica de redução aberta e osteossíntese interna das falanges e metacarpos, com ampla experiência e realização de pesquisas de ponta na área. O centro conta com reabilitação especializada para início de terapia precoce, após a cirurgia. Isso vem trazendo resultados cada vez mais rápidos e eficientes no retorno dos pacientes às suas atividades profissionais e pessoais.

O link a seguir pode conter imagens fortes de lesões traumáticas ou cirurgias. Caso não esteja habituado ou não se sinta bem com tais imagens, sugerimos que evite avançar o link.

Clique aqui para visualizar o conteúdo

Confira o vídeo a seguir, que apresenta um procedimento típico de fixação de fratura de falange utilizando a técnica citada anteriormente:

A seguir, apresentamos algumas fotos de outros casos clínicos de cirurgias para fixação de fraturas de metacarpos e falanges.

Caso 1 - Fratura do 5º metacarpo, fixado com placa e parafusos. Note que com apenas uma semana após a cirurgia, mesmo com os pontos, o paciente já apresenta a mobilidade normal da mão. Na sequencia das fotos, o Raio-X mostra o osso fixado com a placa e parafusos.

fratura-falange-metacarpo-caso1-1.jpg fratura-falange-metacarpo-caso1-2.jpg fratura-falange-metacarpo-caso1-3.jpg

Caso 2 - Paciente apresentava múltiplas fraturas na mão, que atingiram diversos ossos (4º metacarpo, falange proximal do 5º dedo, falange media do 4º dedo). Nestes casos, a fixação com placas e a mobilização precoce ajuda o paciente a ter uma melhor recuperação, como se vê nas fotos após dois meses da cirurgia, com mobilidade normal dos dedos.

fratura-falange-metacarpo-caso2-1.jpg fratura-falange-metacarpo-caso2-2.jpg fratura-falange-metacarpo-caso2-3.jpg