As fraturas de falanges e metacarpos são as disfunções mais comuns dos membros superiores, na região que envolve ombro, braço, antebraço e mãos. Acontecem, geralmente, entre 11 e 45 anos, representando 70% das fraturas de falanges e metacarpos.

As fraturas de falanges e metacarpos são as mais frequentes no ser humano, justamente por acontecerem em ossos de regiões menores e mais frágeis, além desses ossos estarem mais expostos aos traumatismos cotidianos (domésticos, profissionais ou esportivos).

Como ocorrem as fraturas de falanges e metacarpos?

As fraturas da falange ocorrem por conta de traumas diretos, como bater uma bola, uma porta, quedas, batidas por chutes, etc. Podem acontecer também em acidentes de transito. Além disso, essas fraturas são muito comuns em crianças.

Já as fraturas do metacarpo acontecem, geralmente, por um trauma direto (fratura por soco ou batida da mão contra um objeto estático), conhecida, também, como fratura do boxer. Podem acontecer também pela queda de objetos, batida em porta ou algum outro obstáculo, além de quedas, acidentes automobilísticos ou outros traumas (ex.: arma de fogo ou branca).

Tratamentos para fraturas de falanges e metacarpos

A maioria das fraturas de falanges e metacarpos pode ser tratada com a imobilização por quatro semanas, em média, seguida de uma terapia apropriada. Já nas fraturas e falanges e metacarpos com maiores prejuízos, o tratamento cirúrgico é indicado, aplicando pinos metálicos, placas ou parafusos de titânio, para ajudar a fixar novamente os ossos fraturados.

A SP Hand Center é uma das grandes referências no tratamento para fraturas de falanges e metacarpos, contando com um centro de reabilitação especializado para realizar os procedimentos cirúrgicos necessários e iniciar as terapias, logo após a cirurgia, com resultados rápidos e eficientes.